31 de outubro à 06 de novembro

EVENTOS

Um dos cartões postais de Campinas será palco da festa “A Torre – Food Truck Halloween Festival”

 

A entrada é gratuita, mas os organizadores pedem a doação de um litro de leite longa vida que será destinado ao Banco de Alimentos Municipal de Campinas e à Fundação Eufraten.

Na quinta e sexta-feira, 31 de outubro e 1º de novembro, o festival ocorre das 19h à meia-noite. Já no sábado e domingo, dias 2 e 3, das 17h à meia-noite. A organização incentiva o público a vir fantasiado a caráter para entrar no clima do Halloween.

A Torre contará com efeitos visuais e terá decoração temática, com bruxas, fantasmas, teias de aranha e muito mais. As pessoas também poderão fazer maquiagens de terror na festa com preço acessível. Além do festival de sabores promovido pelos food trucks que vai além dos tradicionais “doces ou travessuras” que marcam este período, o público ainda poderá participar de brincadeiras e de um jogo concorrendo a minicursos de inglês, com certificado promovido pelo CNA Idiomas.
Visita à Torre do Castelo

 

Serviço:

Data: 31 de Outubro, 1 e 2 de Novembro

Local: Torre do Castelo

Horário: na sexta das 19h às 00h, sábado e domingo das 17h às 00h

Entrada: Gratuita

 

EXPOSIÇÃO

   O Museu da Cidade (Fundição Lidgerwood) recebe a exposição “Para o Público Acidental“, do artista MESMO.

 

 

 

MESMO, nome artístico de Kjell van Ginkel, extrai do espaço urbano as ideias para sua criação. A mostra reúne 20 trabalhos que promovem a interação do público por meio da observação e da exploração das peças e do ambiente e pela aproximação dos cenários urbanos.

Além dos trabalhos artísticos, a mostra apresenta a primeira versão do aplicativo My Street ABC. O desenvolvimento do seu aplicativo é um desdobramento das interações com o livro, que também se chama My Street ABC, lançado por MESMO no início deste ano.

O ponto de encontro entre público, aplicativo, livro e arte ocorre através de ações fotográficas extraídas de imagens da rua, dos objetos e das estruturas arquitetônicas que se assemelham com as letras do alfabeto.

 

Serviço:

Data: até dia 14 de dezembro

Local: Av. Andrade Neves, 33, Centro. Campinas

Horário: de terça a sexta, das 13h às 18h; e aos sábados, das 10h às 13h

Entrada: Gratuita

 

SHOW

Em uma inusitada parceria entre o rapper Criolo e o lendário sambista Nelson Sargento, a Orquestra Sinfônica de Campinas recebe os dois músicos para um concerto especial 

 

Sob a batuta do maestro Eder Paolozzi, da Orquestra Sinfônica Cesgranrio, serão revisitados clássicos da música brasileira, “Folhas Secas” (Nelson Cavaquinho e G. Brito), “Falso amor sincero”, “Sinfonia imortal” e “Samba agoniza, mas não morre” (Nelson Sargento), “Alvorada” (Cartola e Carlos Cachaca),  “Espiral de Ilusão”, “Nas Águas”  (Criolo), “Chão de Esmeraldas” (Chico Buarque), “Piano na Mangueira” (Chico Buarque e Tom Jobim), “O Mundo é um moinho” (Cartola), “Exaltação à Mangueira” (Éneas Brittes da Silva e Aloísio Augusto da Costa), entre outros.

Lenda viva do samba, Nelson Sargento, com 95 anos de idade, esbanja musicalidade. Carioca, compositor, cantor, escritor, pintor, músico, ator, artista plástico e pesquisador, conviveu com Cartola e aprendeu a tocar violão com Nelson Cavaquinho no Morro da Mangueira. Seu maior sucesso, “Agoniza Mas Não Morre”, foi lançado em 1978 por Beth Carvalho e tornou-se um hino de resistência da cultura do samba carioca. Outros sambas de sucesso são “Idioma Esquisito”, “Falso Amor Sincero”, “Vai Dizer a Ela” (com Carlos Marreta), “Nas Asas da Canção” (com Dona Ivone Lara) se tornaram clássicos da cultura brasileira.

O MC, cantor e compositor Criolo iniciou sua carreira em 1989. Paulistano e criado no Grajaú, Kleber Gomes, o Criolo, escreveu seu primeiro Rap aos 11 anos e a primeira canção aos 25. Em 2011 despontou no cenário musical brasileiro com “Nó na Orelha”, um dos álbuns mais comentados da última década. Em 2014, após turnês internacionais, Criolo lança “Convoque seu Buda”, com produção musical de seus parceiros de longa data Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral. No ano passado, lançou seu 1° disco totalmente dedicado ao samba, “Espiral de Ilusão”.

Eder Paolozzi (regente)

Formou-se em regência em Milão, na Itália, no Conservatório Giuseppe Verdi, e anteriormente em violino, no Trinity Laban Conservatory of Music and Dance, em Londres, na Inglaterra.

Desde 2015 está à frente da Orquestra Sinfônica Cesgranrio, como diretor artístico e regente titular do grupo de 53 jovens músicos, bolsistas da Fundação Cesgranrio, com sede no Rio de Janeiro.

No Brasil, estudou com o maestro Isaac Karabtchevsky e atuou como regente convidado em algumas das principais orquestras do país, como a Orquestra Petrobras Sinfônica, a Orquestra Sinfônica da Bahia, a Orquestra Sinfônica do Recife e a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre. Entre os solistas regidos por Eder Paolozzi destacam-se Anna Tifu, Kim Bak Dinitzen, Vadim Rudenko, André Mehmari, Camila Titinger, Cristina Braga, Yamandú Costa, Hamilton de Holanda, José Staneck, Rosana Lanzelote e o Quinteto Villa-Lobos.

 

Serviço:

Data: 1 de novembro

Local: Concha acústica do taquaral

Horário: 18h

Entrada: gratuita

 

Fonte: https://campinas.agendacidade.com/