07 à 13 de novembro

INSCRIÇÕES: https://conheca.campinas.sp.gov.br/events/66

EVENTOS

 

 

Turismo Afro Cultural na Fazenda Roseira

 

Venha conosco construir o programa de Turismo Afro-Cultural na Casa de Cultura Fazenda da Roseira e apoie a nossa busca por autonomia e sustentabilidade.

A Casa de Cultura Fazenda Roseira com seu  casarão histórico do século XIX construído de pau a pique é uma referência de patrimônio material e imaterial da cultura negra da cidade Campinas que hoje é cuidada pela Comunidade Jongo Dito Ribeiro. Conduzida por mulheres negras, a fazenda há mais de uma década realiza projetos para recuperação e preservação da memória e da cultura afro-brasileira, que tem marcas profundas na história da cidade.

Durante esses anos a comunidade vem desenvolvendo ações de turismo afro-cultural  sobre patrimônio imaterial do Jongo, educação étnico-racial e cosmovisão ambiental recebendo escolas da região, universidades, grupos culturais e turistas. A fazenda, no entanto, vem encontrando desafios permanentes em manter e preservar o espaço da casa, além de sofrer com furtos, incêndios na região e ser alvo da especulação imobiliária. Para superar esses desafios estamos ampliando o nosso programa de Turismo Cultural através desta campanha de financiamento coletivo.

O proposito desse projeto é fortalecer a iniciativa dos Roteiro Afro para gerar mais autonomia e sustentabilidade para a as ações de preservação realizadas pela Comunidade Jongo Dito Ribeiro e também melhor a acessibilidade de pessoas com deficinecia e mobilidade reduzida aos conteudos do Centro de Referencia do Jongo. 

 

As ações financiadas por essa campanha são:

- Melhorias na acessibilidade do espaço com instalação de totens em braile, rampa de acesso de acordo com as normas técnicas e sistema de sonorização para audiodescrição da exposição.

- Criação de um portal do programa de Turismo Afro-Cultural da Fazenda Roseira com conteudos digitais sobre as atividades e sistema para agendamentos. 

- Realização de 3 Roteiros Afro estratégicos para ampliar o nosso publico.

 

 

EXPOSIÇÃO

 

O Museu de Arte Contemporânea de Campinas recebe a exposição “Arquivos órfãos: poéticas de adoção e re-existências de imagens”

 

A exposição tem como propósito convidar à reflexão sobre a vida dos arquivos de imagens, especialmente os arquivos anônimos, que têm como berço inaugural os álbuns de famílias.

Segundo a curadora Fabiana Bruno, o visitante será envolvido por uma atmosfera de produção artística, a partir de movimentos de rememoração e de imaginação, revelando outros meios do fazer artístico na sociedade da imagem e do esquecimento: “A imagem no mundo não é apenas mais um fenômeno de reprodutibilidade técnica, mas sim um veículo de guarda de sentidos para a reflexão sobre a memória e a própria história do mundo. A produção artística e suas indagações nos afetam e nos incitam a desenhar outras questões sobre o mundo e outros mundos”.

Os trabalhos são originários do acervo do OACHO-Arquivo, que reúne imagens de repertórios cotidianos e ordinários em formatos diversificados e em distintos estados de conservação. O acervo permite aos associados que os originais fotográficos sejam adotados como matéria de inspiração para recriações.

Confira a programação de atividades durante a exposição

Conferências

19/10, às 11h
“Catadores de imagens: percursos e encontros na cidade?”
Suely Kofes, antropóloga, Profa. Dra. titular do Departamento de Antropologia-IFCH (Instituto de Filosofia e Ciências Humanas) Unicamp e coordenadora do LA’GRIMA (Laboratório Antropológico de Grafia e Imagem)

“Projeto ACHO: histórias de encontros com imagens-órfãs e poéticas da montagem”
Fabiana Bruno, curadora da exposição e pesquisadora e co-coordenadora do La’grima

23/11, às 11h
“Estratégias para resistir e re-existir”
Eder Chiodetto, curador e editor da Fotô Editorial

26/10, às 11h
“Das constituições possíveis para a escultura contemporânea: dentre gestos e arquivos de imagens”
Sylvia Furegatti, artista visual, Profa Dra. do Instituto de Artes da Unicamp

Mesa de Conversa

07/12, às 11h
“Fotolivre-se: dos arquivos e álbuns aos fotolivros”
Elaine Pessoa, Bella Tozini, Vane Barini, Alice Grou e Sheila Oliveira
artistas visuais e autoras de fotolivros

Oficinas

Local: Sala de Aula do MACC
Apoio e supervisão: LA’GRIMA
Com a participação de pesquisadores membros do LA’GRIMA, vinculado ao Departamento de Antropologia do IFCH da Unicamp e artistas convidados.
A programação da exposição inclui uma série de oficinas gratuitas, abertas ao público interessado, toda quarta-feira no MACC-Campinas, mediante prévia inscrição pelo email contato@achoimagens.org

Outubro

23/10
“Experimentações para uma ficção autobiográfica”
Com a artista visual Maria Helena Sponchiado
Horário: das 14h às 17h
Aberta ao público interessado

30/10
“Imagens superviventes”
Com a artista visual Estefania Gavina
Horário: das 14h às 17h
Aberta ao público interessado

Novembro

06/11
“Técnicas fotográficas artesanais”
Com a antropóloga, fotógrafa e pesquisadora do La’grima, Iara Rolim
Horário: das 13h às 17h
Aberta ao público, a partir de 14 anos.
12 vagas

27/11
“Do texto às texturas: experimentando possibilidades na construção de narrativas”
Com o doutorando e pesquisador do La’grima, Kris Herik de Oliveira
Horário: das 14h às 18h
Aberta a jovens, adultos e crianças acompanhadas pelos responsáveis.
15 vagas

Dezembro

04/12
“Fotomontagens”
Com o antropólogo e fotógrafo, Alex Nakaóka
Horário: das 14h às 17h
Aberta a fotógrafos, artistas visuais, estudantes e pesquisadores interessados em imagens e em intervenções artísticas com imagem

Janeiro

22/01
“Formação de superfície com linhas bordadas”
Com a antropóloga e pesquisadora do La’grima, Ana Carolina Campos Almeida
Horário: das 14h às 17h
Aberta ao público interessado

29/01
“Oficina de modelagem e esculturas de argila”
Com o artista Cesar Fontenele
Horário: das 14h às 17h
Aberta ao público interessado,

Performances

12/10, às 11h
“MCMLXV – como é a sensação?”
Com a artista visual Juliana Vasconcelos

25/01 às 11h
“ec.di.se”
Com a artista visual Juliana Vasconcelos

VISITAS GUIADAS COM ARTISTAS

23/11, às 11h
07/12, às 11h
25/01, às 11h

 

Serviço:

Data: até 29 de Janeiro de 2020

Local: Avenida Benjamin Constant, 1633 - Centro

Horário: consultar na programação

Entrada: Gratuita

CRIANÇAS

 

O Sesc Campinas recebe a peça “Alice no País das Maravilhas” pelo projeto “Pequeno Espectador”, dedicado a crianças.

 

Com Imago e Cia de Animação, a famosa história da menina que, ao perseguir um coelho, entra num mundo ilógico e absurdo, é recontada agora, com os recursos do teatro negro. Através desta técnica, os manipuladores ficam invisíveis ao olhar do espectador e os bonecos movem-se magicamente.

 

Serviço: 

Data: 10 de novembro

Local: Sesc Campinas - Rua Dom José I, 270/333 - Bonfim 

Horário: 16h00

Entrada: R$ 6,00 (credencial Sesc), R$ 10,00 (meia), R$ 20,00 (inteira)

 

SHOW

 

 

Miranda Kassin chega ao Sesc Campinas para um show super especial que acontece no Jardim do Galpão

 

A apresentação faz parte do lançamento do segundo álbum autoral da cantora, “Sumersa“. Gravado no estúdio 12 Dólares e produzido por Fábio Pinczowski, traz influências do soul e melodias com um toque de brasilidade, o que posiciona Miranda como uma das vozes femininas fortes da nova MPB.

 

Serviço:

Data: 09 de Novembro

Local: Rua Dom José I, 270/333 - Bonfim

Horário: 16h30

Entrada: Gratuita

 

GASTRONOMIA

 

A Estação Cultura de Campinas recebe 20º edição da Feira Cultural Afro Mix

 

O objetivo da feira é difundir a cultura afro-brasileira, integrar os diversos grupos étnicos existentes em nossa sociedade, além de uma oportunidade dos visitantes conhecerem os produtos expostos para sua comercialização.

A feira valoriza a memória cultural afro-brasileira e conta com uma programação de shows culturais com música ao vivo, destacando o samba, o jongo e o samba-rock, a exposição de produtos, comidas, bebidas, desfiles, artesanato e afins, capoeira, dança, tratamentos de beleza, literatura e a entrega do Troféu Afro Mix às pessoas de todas as etnias que trabalham contra a discriminação.

O evento tornou-se referência para a população da cidade de Campinas, da Região Metropolitana e demais cidades, como uma feira de relacionamentos, negócios, troca de informações e difusão da cultura afro-brasileira. De tal forma, que a coordenação Afro Mix encarou o desafio de realizar duas edições por ano para movimentar este mercado, resultando em êxito absoluto apesar das dificuldades enfrentadas pelo país.

 

Serviço:

Data: 10 de novembro

Local: Praça Mal. Floriano Peixoto - Vila Rialto

Horário:  12h

Entrada: Obrigatório doação de 1kg de alimento não perecível (exceto sal)

 

 

Fonte: https://campinas.agendacidade.com/